magnify
Home Alexanos O Teste do Tempo: um Prêmio de Beleza de Jorge Chaves
formats

O Teste do Tempo: um Prêmio de Beleza de Jorge Chaves

Baixe as partidas em PGN.

A coluna O Teste do Tempo recebeu a seguinte carta de um conhecido jogador de ataque carioca:

Prezados Alexanos! A ALEX faz parte da história do Xadrez no Rio de Janeiro e muitos de meus amigos de Xadrez estão jogando pela ALEX. Eu próprio já joguei pelo Clube e cheguei a ser Campeão Estadual de Jovens em 1986!

Frequentei a ALEX no tempo que ela se localizava em Olaria. Por volta de 1982 a ALEX se mudou para um apartamento da família de um de seus fundadores, Hélio Mota e, apesar de eu ser afiliado a um clube da Rede Globo (pois existia um convênio com o Programa de Xadrez da Fundação Roberto Marinho), gostava de ir aos domingos jogar partidas de cinco minutos com os Alexanos. Chegamos mesmo a jogar um Match (Fundação Roberto Marinho x ALEX) organizado pelo Gilvan Nóbrega e pelo saudoso Dijalma Caiafa.

Em 1984, o Edward Troutman realizou na ALEX o Memorial Walter Cortinhas e me convidou. Fui Vice Campeão, pois não consegui salvar uma partida contra o Sérgio Amador, que o foi o Campeão.  O pior é que depois ele me disse ter sonhado o lance que acabava com a minha chance de empate na partida adiada… Mas ganhei o Prêmio de Beleza desse torneio pela minha partida da primeira rodada contra o Júlio Costa Netto.  

Então, envio essa partida ao Teste do Tempo, com minhas análises da época, quando ainda não havia computadores.

Abraços! Jorge A T Chaves

Jorge Antônio Torres Chaves (do Tijuca Tênis Clube), ladeado por Marco Maia (do Clube de Xadrez Guanabara) e Carlos Evanir (da ALEX) recebem seus diplomas de Mestre Nacional das mãos do Presidente da CBX e Grande Mestre Darcy Lima

Jorge Antônio Torres Chaves ( Tijuca Tênis Clube), ladeado por Marco Maia (Clube de Xadrez Guanabara) e Carlos Evanir (ALEX) recebendo diplomas de Mestre Nacional das mãos do Presidente da CBX GM Darcy Lima

Sendo assim, para fazer média com o Sérgio Murilo (que ficou muito bravo com a publicação de sua derrota contra o Júlio Costa Netto) esta coluna publica o Prêmio de Beleza que o mesmo Júlio sofreu nas mãos do Jorge Chaves.

Clicando nas reticências … acima do tabuleiro, você poderá apreciar mais seis partidas de Jorge Chaves no Memorial Walter Cortinhas.

Nesse torneio, organizado pela ALEX, Jorge fez 5,5 em 7 possíveis e ficou em segundo lugar. Das sete partidas que jogou, quatro estão comentadas. Todas as análises foram realizadas à época, sem o auxílio de engines, estando portanto realmente submetidas ao Teste do Tempo!  

Caso deseje analisar as partidas com seu software de Xadrez, você poderá baixá-las em formato PGN e ChessBase.

 

6 Respostas

  1. Alvaro Frota

    Não deixe de enviar uma ou mais partidas suas, analisadas e comentadas, para O Teste do Tempo!

  2. Júlio Netto

    Nós dois ganhamos prêmio: o Chaves, de beleza; e eu, o de capivarice. Aliás, ele esqueceu (ou não quis colocar, por delicadeza, suponho) uma dupla interrogação no meu lance 16, produto provável de um acesso de diarreia cerebral.

    • Alvaro Frota

      Olá Jùlio! Você está certo! 16… f5 representa um erro clássico: procurar abrir a posição estando em inferioridade irá apenas agravar a inferioridade.

  3. Jorge A T Chaves

    Prezados Álvaro e Júlio, achei desnecessário e inapropriado o comentário acrescido pelos prezados enxadristas ao lance f5 das pretas. A partida em questão já foi analisada por min na época. Creio que o interessante é ver a ideia da combinação (Aproveitar a colocação do bispo em a5, o ataque combinado as casas f5,h6,a5…outra coisa interessante é o ataque ao roque das pretas…Acrescentar tal comentário só visa desvalorizar a vitória, que na época foi considerada bonita e é claro que a forma como é punido f5?! nem todos os enxadristas arrematariam da mesma forma…acrescento que f5 parecia lógico na época para o adversário na época, a questão que o Bispo de a5 está indefeso e a passagem Te5-h5Xh6 completa a ideia…sugiro que se mantenham somente o comentário original…Jorge A T Chaves enxadrista (Carioca, pois fluminense é quem nasce no interior do Rio de Janeiro, eu nasci na cidade do Rio de janeiro…(rsrsrsrs)

    • Alvaro Frota

      Olá Jorge! Se você assim o deseja, assim o será! O comentário já foi retirado e o carioca substituiu o fluminense!

      Uma coisa é a análise ao vivo, com o relógio tic-tac-tic-tac pressionando seu pensamento e sua capacidade de decisão. Outra coisa é a análise post-mortem de 1985 e uma terceira coisa é a análise de 2014, feita pelo Houdini.

      A ideia da coluna é exatamente submeter ao Teste do Tempo suas análises de 1985. Isso de forma alguma significa desvalorizar sua vitória.