magnify
Home Alexanos Uma partida por telefone!
formats

Uma partida por telefone!

Baixe a partida em PGN.

Recebi do alexano Jorge Silveira a carta seguinte:

Caro Álvaro!

Estou enviando para “O Teste do Tempo” a partida que marcou o início de minha carreira enxadrística, jogada por telefone em 1973 contra o saudoso Alexandre Bessa.

Ele tinha praticamente um clube de xadrez montado em seu apartamento na Avenida Prado Júnior, no qual enxadristas tais como Helder Câmara e Nelson Dantas apareciam para abrilhantar o espaço.

Sua biblioteca de Xadrez era invejável. Obras importadas estavam a disposição daqueles que tiveram o privilégio de frequentar as tardes de domingo, regadas à lanche e jogos. O Fernando Madeu iria se deliciar com as obras em russo que ele tinha.

A partida enviada para o “Teste do Tempo” foi a minha “cerimônia de iniciação” nesse seleto clube. Os lances eram dados por telefone, com intervalos para se pensar na posição.

Como confessou depois, Bessa entrou na clássica armadilha de tomar o peão “b2” com a dama em uma Siciliana pois não acreditou em minha pessoa.

Vencido a partida e cumprida a cerminônia, ganhei a oportunidade de jogar o bom Xadrez. Passei a frequentar a casa do Bessa, a estudar vários livros no original, coisa que na época era uma raridade, e a conhecer pessoalmente grandes nomes do enxadrismo brasileiro.

Jorge Silveira no Campeonato Interclubes de 2014, abraçado a Marcos Diaz e Joarez Araújo

Jorge Silveira muitos anos depois do teste, no Campeonato Interclubes de 2014, abraçado a Marcos Diaz e Joarez Araújo

Há quem tire a carteira de motorista por telefone. Nosso amigo Jorge Silveira fez diferente e adentrou por telefone ao mundo do Xadrez! Vejamos a partida!

 

2 Respostas

  1. Jorge Silveira

    Apenas um esclarecimento: Eu mantive a minha análise como a havia pensado na época, inclusive o lance 9…exf6 na análise ao invés de 9…gxf6 foi exatamente o que eu pensei. Outra coisa: este tipo de armadilha é mais comum do que se pensa, principalmente entre os capivaras de plantão!!

    • Alvaro Frota

      Olá Jorge! A ideia do “Teste do Tempo” é exatamente essa. Submeter as análises que fizemos no passado, ou que estamos fazendo no presente, ao crivo dos amigos e dos enxadristas em geral.